quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Furico li, furico lá


É cada uma...

3 comentários:

Tatiana disse...

Eu tive um marido que era médico e atendia na Unicamp. Ele me contava essas histórias.
Tem gente muito doida por aí!

PS: venho sempre aqui,meu bem. Sou discretinha!

Túlio disse...

Beijos Tatiana discretinha!!

Fábio Mayer disse...

Aqui em Curitiba ficou famoso um caso de um casal "bacana"... ela o levou ao hospital enrolado num lençol com uma garrafa presa no fiofó...ahahahahah! Ele pelo menos não precisou dar desculpa...ahahahahha!