quarta-feira, janeiro 24, 2007

Curso prático de teledramaturgia

MÓDULO I: Como escrever uma novela de Glória Perez

Pegue um assunto da área médica que esteja na moda: clonagem, transplante de coração, mãe de aluguel... Convide Victor Fasano, Raul Gazzolla, Eri Johnson e Guilherme Karam para o elenco. Escreva diálogos sem sentido, crie personagens desajustados e esqueça todo e qualquer compromisso com a verossimilhança. O personagem masculino principal tem que ser interpretado por um péssimo ator (ou um ator que esteja em um péssimo momento). Não há explicação para este fenômeno, mas o fato é que as terríveis interpretação de Victor Fasano (Barriga de Aluguel), Ricardo Macchi (Explode Coração) e Murilo Benício (O Clone) ajudaram a levantar o ibope das novelas. Os personagens suburbanos são fundamentais, devem ser bastante explorados. Mas também é imprescindível criar um núcleo que tenha costumes bem diferentes dos nossos, como muçulmanos ou ciganos. E uma mocinha deste núcleo tem que viver um amor impossível com um mocinho de fora do núcleo. Do meio para o fim da novela, crie uma c ampanha social, tipo a busca por filhos desaparecidos ou a luta contra as drogas. Tudo isso temperado com cenas longas, chatas, arrastadas e sem sentido.


MÓDULO II: Como escrever uma novela de Benedito Ruy Barbosa

Ma non há dificuldade, cazzo! Este é lo módulo ma facile. Antonio Fagundes é inimigo de Raul Cortez. Ma é tutto buonna gente. O bambino de uno ama a bambina d'outro. Totto mondo parla italiano com sotaque de portunhol. Os italiano tutto vem morar no Brasile. Os namoratti se separam ma depois de uno ani o ragazzo vê a ragazza na rua, já com uno bambino nos bracci. Depui de um tempo, o ragazzo descobre que o bambino é filho dele, ma non crê. Mai 10 anos se passam. O ragazzo (que já non é tão ragazzo) declara tutto su amore para la ragazza (que também já non é mai tão ragazza). No finale, os personagens principales fazem as pazes e todas las familias se juntam para dançar la tarantela.

MÓDULO III: Como escrever uma novela de Carlos Lombardi

Uhuuuuu, e aí parceiro? Você visa escrever uma novela do Lombardi? Demorô, isso é mole pra gente. A parada é a seguinte, tú pega a Danielle Winits e bota os peitos dela bem a mostra. Daí tú chama os irmãozinho Marcelo Novaes, Humberto Martins e Marcelo Faria pra firmar. Os cara vão pegar geral e a mulherada vai rodar de mão em mão. Os camaradas não são mole não, se mexer com eles, é porrada em todo mundo. E se a polícia for atrás, os manos são sagaz, fogem durante 15 capítulos e ninguém encontra. Ah, não se preocupa com história não, o lance é botar mulher gostosa com vestido curto e homem bonito sem camisa, a audiência vai lá em cima, cara! E não esquece da Betty Lago, hein! O papel dela é certo: uma madame histérica. É tiro certo mano, podis crer.

MÓDULO IV: Como escrever uma novela de Aguinaldo Silva

Ô bichinho, invente uma cidade porreta, que fique lá no sertão nordestino. Tem que ter uma igrejinha, as carolas fuchiqueiras, um político danado de safado e um mistério daqueles de arrancar cabelo de careca. Eita, não pode esquecer do forasteiro, que vai botar a vidinha do povo da cidade de pernas pro ar. E pra aumentar esse furdunço, tem que ter um namorico bem quente. Mas o cabra vai ter que cortar um dobrado pra ficar com a moça, afinal de contas, rapadura é doce mas não é mole não. Claro que sempre tem uma mulher mal amada pra azedar o acarajé dos outros e um corno vingativo que vai atazanar a vida do casal. Mas no fim, fica tudo certo, até o político safado consegue um novo mandato.

ATENÇÃO: Os módulos V (Manoel Carlos) e VI (Gilberto Braga) serão dados posteriormente.

9 comentários:

malu disse...

Brigadao, Tulio!!

Eu que nunca tive paciencia para assistir novelas gracas a voce fiquei atualizadissima, assisti quase todas.

Agora quando eu viajar de ferias para o reino do Bananal (licenca poetica da Julia) e for ao cabalereiro eu ja tenho "bagagem" cultural.

Leticia disse...

Faltou o Walcyr Carrasco, novelinha das seis. Já dou uma dica, hein: os enredos, os diálogos são tão jererecas como um romance espírita. Mas são tão piegas, tão piegas, que até meus pais, que vêem essa porcaria todo dia, me dão um resumo das babaquices do dia.

Vivi disse...

POis é, também ia falar que faltou Walcyr Carrasco e os fantasminhas camaradas que habitaram as décadas de 20 a 40.
Mas tem que rolar uma atualização nesse curso. Acho que o Humberto Martins já está emio passado e foi substituído pelo Marcos Pasquim no papel do macho-com-peito-de-fora-que-pega-geral-e-foge-da-polícia-mesmo-sendo-inocente.
O Bendito não têm escrito novelas ultimamente, mas, em compensação, suas filhas fazem remakes de todas as suas obras-primas para o horário das seis.
Por que não tem um módulo de Malhação?

Julia disse...

Tulio,

Estou de acoerdo com todos vocês e ressalto que a VIVI teve boa ideia sobre:
-Por que não tem um módulo de Malhação?

VIVI, esta ai algo pra equipe patosmalditos criar com um vesgo tem cc mau halito e chega com a MERCEDES COUPÊ PRAS CENAS DO AMOR IMPOSIVEL!!!!!!!!!!!! hahahahahahahahahahahahahahahaha

malu disse...

Vivi e Julia.

O "modulo" Malhacao fica para "Pos-Graduacao" em novelas.

O "modulo" BBB fica reservado para o "Doutorado".

Julia disse...

Tulio,Malu e VIVI,

Vocês deveriam dar uma passadinha no blog: otambosi.blogspot.com/

O Tambosi fez um post e fez link no post pra visitar o blog do Horacio!

Ja dei meu pitaco sobre o blog sugerido.Seria interesante saber o que vocês pensam do blog do Horacio! hahaahahahahahahahaha

Fábio Max disse...

Malhação é mo-le-za:

Coloque uma turma de atores e atrizes recém saídos da adolescência e todos lin-dos e desmiolados.

Para contra-balançar coloque 2 ou 3 atores ou atrizes outrora do time A da emissora, mas agora em decadência absoluta.

Use todos os termos adolescentes da moda nos "diáologos".

Não precisa haver lógica nenhuma na história, porque, afinal, a audiência só quer saber de ver corpos e rostinhos bonitos.

Ponha um vilão caricato e o resto da "galera" num clima "alto astral" e divertido e "voilà", um programa há 10 anos no ar que nunca ensinou nada, altamente adequado para as cabeças vazias que o assistem!

Fábio Max disse...

Reality Show já dá mais trabalho:

É preciso "selecionar" algumas "amigas" dos diretores da emissora, que nunca se esqueçam de decorar e lembrar de sempre dizer que foi muito dificil a fase de seleção. Elas precisam basicamente ser lindas e nunca dizer nada inteligente porque isso afasta a audiência. Devem decorar só o item acima descrito e de resto ser esquecidas: Não podem lembrar de colocar calcinha e soutien e nem que, no programa, estãos sendo seguidas por câmeras, inclsuive no banheiro.

Os rapazes, bem, para encontrá-los é preciso que olheiros da emissora frequentem festas e fiquem de olho nos mais babacas, os caras que bebem até quase entrar em coma alcoólico, que dão em cima de todas as mulheres (inclusive a mãe e a avó de 90 anos da anfitriã), levam tapas na cara de umas, esporro da namorada e depois pegam o carrão do pai e saem cantando pneus ao mesmo tempo em que ligam o som tocando a Boquinha da Garrafa no maior volume possível, isso as 4 da manhã, numa vizinhança de hospital.

Depois, juntar todos num lugar quente onde ninguém use muita roupa, fornecer muita bebida e atividades adequadas (como, por exemplo, aquelas gaiolinhas que se dão para hamsters) e deixar que eles exalem sua simpatia para o público ávido por gastar 1 real por ligação para eliminar um deles por semana.

Audiência e lucratividade garantida... quem diria que o Jerry Seinfeld escreveu "o melhor sobre o nada", ele nem havia visto reality show para fazer isso!

Leticia disse...

Fábio, gostei das gaiolinhas pra hamster! E estou rolando de rir aqui, porque é verdade!

Faz tempo que não vejo Seinfeld, você mencionou e me deu saudades.