segunda-feira, julho 23, 2007

Nova tarefa

Aproveitando a volta da Shirlei e do Palhaço, vou fazer uma proposta: lembram dos nossos contos de natal (quem é novo por aqui, procure aí no arquivo, uma semana antes do natal passado. Vale a pena)? Então. A proposta é que fizéssemos coisa semelhante com o tema “Minhas Férias” (viu que original?), aproveitando o recesso parlamentar.

Quem se habilita?

13 comentários:

Túlio disse...

Noooossa! Que idéia fantástica. Eu topo. E fico com o Noço Guia de novo.

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Me habilito...mas preciso pensar na figurinha carimbada desta vez!

Túlio disse...

Pois é, Fábio. Tem muito personagem novo. E alguns praticamente saíram de cena (HH por exemplo). Mas dá pra achar personagem interessante por aí.

Túlio disse...

Ah, sim: a turma nova também está convidada a participar.

Leticia disse...

Pois eu começo AGOOOOORA:

Como o Brasil foi estupenDo no PAN, com um número recorde medalhas de ouro, o Noço Guia resolveu recebê-los em uma festa retumbante, acontecida em Brasília, em agosto. Ela serviria para exaltar as qualidades nacionais e esquecer as mágoas. Pois bem. Assim foi feito. Ainda nas comemorações, o prezidenti custeou uma viagem glamourosa dos atletas até a Europa, filmada, televisionada e o escambau. Ao mesmo tempo, no calor da alegria, resolveu fazer essa mesma viagem de comemoração pelas glórias do esporte brasileiro. No meio da animação, convidou todos os seus amigos: José Dirceu, Delubio, Silvio Landrover, a charuteira da Anac, o Valdir Pires na mão, aquele feioso da Anac (esqueci o nome), o presidente da Infraero, o Sargento Garcia com o assessor, o Renan Calheiros, e mais um monte de gente da fina estirpe que o rodeia para refocilar na Europa. Enfiaram-se todos no Aerolula, com um excesso de bagagem que, em meio á eufora, nem foi percebido.
Em meio a isso tudo, um piloto extremamente educado, mas contido, iniciava as operações para levantar vôo. O monstro se eleva nos céus. A turma lá dentro se diverte, comendo e gargalhando de boca cheia, entre migalhas caídas nas barbas e nos decotes murchos.

Depois de algum tempo de vôo, o piloto anuncia: "Senhores passageiros, autoridades de Estado: por problemas técnicos no aeroporto de (qualquer um da Europa), seremos obrigados a fazer uma escala em Congonhas".

Chovia...

Túlio disse...

(suspiro) Quem dera, Letícia. Quem dera...

Leticia disse...

Dias depois, a valente corporação dos bombeiros de São Paulo acha, entre os escombros, um celular intacto. Nele, arquivado um filme derradeiro: uma bocarra aberta, os lábios deformados de botox e um cabelo louro, todo desgrenhado. Ao fundo, uma voz: Relafaaaaaa!!!!! E gofaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!

palhaço escritor disse...

Pô Túlio, estarei entrando de férias do circo no dia 30. Vou pensar em alguma coisa.

Aproveitando a idéia da Leticinha, não poderia ser: "No Pan com..."?
Aí cada pessoa poderia decidir o seu personagem.

Túlio disse...

Também vou tirar férias, Palhaço. Pode ser qualquer assunto. A gente decide, ué. O que ficar resolvido, pra mim tá bom.

shirlei horta disse...

A história da Letícia é simplesmente GENIAL. Posso copiar no meu blog, Letícia?

É claro que eu topo.

Posso "pegar" o Renan Encalheiros no Cargo?

shirlei horta disse...

Olha, Palhaço, tô de mal, come sal, na panela de mingau, deixa um pouco pro Natal!

shirlei horta disse...

Túlio,
Conta aí pra gente. Você costuma ter essas idéias sozinho ou tá "aceçorado" pelo Planalto? Hein?

Túlio disse...

Ainda não consegui um cargo com açeçor, Shirlei. Mas continuo tentando.