sábado, dezembro 16, 2006

Cenas que eu gostaria de ter escrito


Não tem jeito! Mesmo eu querendo que este espaço fosse o mais plural possível, com o tempo ele acaba adquirindo um pouco a cara da gente. Bom, então desencanei e resolvi começar uma série com algumas cenas memoráveis. A primeira é do filme "Melhor Impossível". Melvin (Jack Nicholson) e Carol (Helen Hunt) estão jantando juntos pela primeira vez.


CAROL: Melvin, me faça um elogio... Eu preciso de um e rápido... Você não tem idéia do tanto que o que você falou me magoou.

MELVIN: (puto, murmura) No exato minuto que a pessoa saca que você realmente precisa dela, ela arruma um jeito de ir embora. Nunca falha.

CAROL: Isso não é um elogio, Melvin... Isso é apenas uma tentativa de soar inteligente pra que eu me sinta estúpida... Um elogio é dizer algo bonito sobre outra pessoa... Agora ou nunca.

MELVIN: Ok. (pede a ela pra sentar)

CAROL: (sentando) E eu tô falando sério...

MELVIN: Podemos fazer os pedidos primeiro?

Ela pensa um pouco e concorda. Melvin grita para o garçom que está do outro lado do salão.

MELVIN: (gritando) Dois carangueijos e um chopp. (para Carol) Batata cozida ou frita?

CAROL: Frita.

MELVIN: (gritando) Uma batata cozida – uma frita.

GARÇOM: (gritando de volta) Vou falar com o seu garçom.

MELVIN: (para Carol) Ok, eu tenho um grande elogio pra você, de verdade.

CAROL: Eu tenho tanto medo que você diga algo terrível...

MELVIN: Não seja pessimista. Não é seu estilo. Ok... Aqui vou eu... Isso é claramente um erro. (Isso é muito difícil pra ele) Eu tenho essa... – o que? Indisposição... E o meu medico – um psiquiatra... A quem eu costumava ver toda hora... ele disse que em 50 ou 60 por cento dos casos um comprimido resolve. Eu odeio comprimidos. São coisas muito perigosas, os comprimidos. “ODEIO”, eu estou usando a palavra “ODEIO” sobre comprimidos. Meu elogio é quando você apareceu na minha casa naquele dia e disse que você nunca... – bem, você estava lá, então você sabe... Na manhã seguinte eu comecei a tomar os tais comprimidos.

CAROL: (confusa) Eu não entendi como isso é um elogio para mim.

Ele olha direto nos olhos dela.

MELVIN: Você me faz querer ser um homem melhor.

3 comentários:

Fábio Max disse...

Adoro esse filme!

Sou muito parecido com o Melvin, inclusive no jeito de escolher as frases de efeito.

Já assisti umas 20 vezes... coisa de adolescente! Minha parte favorita é quando ela põe ele para fora do quarto e ele desce até o bar. Daí ele diz algo mais ou menos assim pro barman:

- A melhor mulher do mundo lá em cima e eu aqui, acompanhado de um pasmo que vende droga legalizada!

tom disse...

droga, fabio!
chegou na frente.
assino tudo, porém.

shirlei horta disse...

Lindo, lindo, lindo, perfeito! Melhor, só se fosse a própria vida.