segunda-feira, dezembro 04, 2006

Fiasco analfabeto

O MEC admite que o programa “Brasil Alfabetizado”, incensado por Lula, cuja mãe “nasceu analfabeta”, desandou por “excesso de terceirização”. O ministro Fernando Haddad (Educação) pretende reformular o programa.

A ONG Urbes, coordenada pelo ex-presidente do PT em Barra Mansa (RJ) William Resende, recebeu em janeiro R$ 379 mil do governo federal para alfabetizar 2.982 pessoas. O MEC quer saber por que usou só R$ 90 mil.

William Resende, o “Bill”, reclama de “picuinhas locais” e diz que não teme investigação. Negou-se a informar dados sobre a ONG, que, diz o MEC, não comprovou gastos nem executou, em quase um ano, o projeto de 2005.
(Claudio Humberto)
Tão achando que somos o quê?

3 comentários:

tom paixão disse...

num tão achando, não, seu andrade; estão convictos.
e culpá-los, quem há de?

Túlio disse...

É! Quem?

malu-inocente disse...

O,Tulio, nao seja maldoso. Eu acho que o "Bill" nao prestou as contas ainda porque ele nao foi alfabetizado ainda, se ele nao foi alfabetizado ainda ele nao sabe contar, mais ele vai aprender e quando ele aprender ele vai prestar as contas.